Fortalecimento do café por meio da qualidade do grão é foco de dia de campo

0
144

O café de Rondônia e de Cacoal ganha mercado a cada ano por meio do melhoramento da qualidade do grão. A cultura do café é parte da história de Cacoal. Hoje o setor é responsável por 32% da economia do município.

Através de parceria da Embrapa e Emater é produzido um café de alta qualidade, um grão híbrido, através da mescla dos tipos Conilon e Robusta. É o projeto ‘Robustas Amazônicas: Novas Cultivares Híbridas’. Foram 10 anos de pesquisas para o desenvolvimento deste tipo de café, com alta produtividade e qualidade.

Neste dia 5 de abril foi realizado um dia de campo na propriedade do cafeicultor Edmar Flegler, no setor Eletrônica, na linha 21. Ele contou que o café híbrido é um experimento feito para o clima amazônico, para melhorar a produtividade e qualidade.

Assim como millhares de imigrantes, a família da prefeita Glaucione Rodrigues veio para Rondônia do Espírito Santo, atraída pela cafeicultura. Ela lembrou que na época não havia tecnologia para sustentar a produção, mas hoje a cultura do café está transformada. “Hoje temos um café excelente. A propriedade do seu Edmar mostra uma lavoura de dois anos com uma produção fantástica”, comentou.

O chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Rondônia, Frederico Botelho, explicou que assim como esta propriedade outras 25 estão produzindo a nova qualidade de café, monitoradas pela Embrapa e Emater. “Aqui é uma fase final de um longo período de pesquisas para chegar a estes resultados, desta tecnologia para disponibilizar aos produtores”, disse.

Presidente  da Comissão de Agricultura e Política Rural, o deputado Cirone Deiró também participou do trabalho. Sempre atento às necessidades do homem do campo, enalteceu o potencial da cafeicultura. “Nós estamos cobrando da Secretaria de Agricultura investimentos, que os técnicos e a tecnologia estejam sempre mais próximos do produtor rural”, concluiu.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here